Arquivos do Blog

Nossa relação com a Terra e os animais

Do livro: Terra: Chaves pleiadianas para a biblioteca viva / Bárbara Marciniak com Karen Marciniak e Tera Thomascapa-terra_-chaves-pleiadianas

Trecho retirado do Capítulo II / Re-sonhando a Biblioteca Viva

Vocês precisam crescer e mudar para além de suas idéias correntes, que oferecem apenas uma versão da existência. Compreendam que, como humanos, lhes foram contadas muitas histórias diferentes, para que aumentasse a compreensão que têm do espírito universal, a grande teia de consciência da qual fazer parte.

As religiões servem a um propósito; todavia estão mergulhadas em falsidades.  As religiões foram criadas para dar a vocês, humanos, alguma maneira de compreenderem a própria identidade, que é uma coisa valiosa a ser aprendida. Porém a informação disseminada através das várias religiões lhes dá uma perspectiva limitada de quem são e os mantém sem poder. Qualquer religião é uma perspectiva de existência.

As histórias, os indivíduos e os mitos que compõem a religião são todos usados de maneiras diferentes, para afetar o comportamento de populações. Lembrem-se: quando qualquer grupo de pessoas focaliza sua energia e intenção, suas formaspensamento coletivas produzem uma massa energética que passa a existir.  O que era apropriado a partir de um ponto de vista religioso há algumas centenas de anos não tem mais significado hoje. Os tempos estão mudando. Exatamente como vocês vão à escola para aprender, a alma vai aprendendo em cada vida. Ou, algumas vezes, a alma tem que passar muitas vidas numa mesma “série escolar” até que a informação, sob a forma de lições, seja aprendida. Então, a alma passa para o nível seguinte. O lugar para o qual a raça humana está se movendo envolve uma compreensão de que vocês podem ser iguais a seres que, há séculos e milênios, há séculos e milênios, chamaram de deuses.

Leia o resto deste post

TERRA – Genética, Religião, Humano e Animais

the-pleiades-our-creatorRetirado do livro: Terra – Chaves pleadianas para a Biblioteca Viva
Bárbara Marciniak
Um trecho do capítulo II

Vocês estão começando a compreender, no final deste milênio, que  a  engenharia  genética  não  é  uma  grande  coisa.  Vocês, habitantes da Terra, entrariam imediatamente em estado de choque se soubessem o que agora é possível através da fusão de genes – se as suas assim chamadas fontes noticiosas contassem histórias relativas ao que está acontecendo em alguns dos laboratórios deste planeta. Criaturas foram criadas e formas de vida foram soltas no plano terrestre em muitos locais.

Se  esse  poder  de  criar  vida  está  agora  disponível  para  seres humanos em evolução, com DNA de duas fitas apenas, imaginem o tipo de compreensão genética de seres que existem há centenas de milhares  de  anos.  É  assim  que  mundos  e  espécies são criados e nascem. Esses assim chamados deuses, como ondas de  energia, separam-se do Criador Primordial e se estabelecem nesta zona de livre-arbítrio. Tomam a energia do Criador Primordial como a teia da

existência, e fazem experiências a fim de aprenderem sobre poder e energia. Eles possuem livre-arbítrio para fazeremo que quer que desejem e, caso se percam e esqueçam e criem coisas das trevas, tudo faz parte do mesmo jogo. É a mesma energia. Tudo isso está ligado e precisa ser curado.

Uma vez que vocês transformem a Terra e partam para a Idade do Ouro, o restante do universo será alterado. Levará um ou dois mil  anos  para  que  vocês  conheçam  a  mudança  que  ocorrerá  em todo  o  universo.  Essa  mudança  poderia  ocorrer  simultaneamente, mas vocês não a verão simultaneamente. Vocês levarão um ou dois mil  anos  para  experimentar  a  mudança  a  partir  do  seu  ponto  de vista.  Contudo,  quando  vocês  mudarem  neste  plano  terrestre,  a mudança ocorrerá instantaneamente em todos os lugares.

Leia o resto deste post

O Bem-Estar que é permitido ou negado

animais2O Bem-Estar que é permitido ou negado, está relacionado ao padrão mental, ao humor, à atitude, aos pensamentos praticados. Para humanos ou animais, não há exceção, pois você pode consertá-los de novo e de novo, e eles encontrarão uma forma de reverterem-se para o ritmo natural de suas mentes. Na realidade tratar o corpo é tratar a mente. Tudo está relacionado ao estado psicossomático. Cada parte disso, sem exceção.

[Abraham]

Excerto do workshop de Philadelphia, PA/USA, 13/Maio/2002
Publicado em 01/Nov/2006 em http://www.abraham-hicks.com/
Tradução: Luciene Lima, São Paulo, SP, Brasil

Qual é nossa relação natural com os animais?

animaisPergunta: Como você descreveria nossa relação natural com os animais de nosso planeta?

Abraham: A coisa mais importante a se lembrar sobre os animais com os quais você partilha seu planeta é que eles vieram para esse ambiente como extensões da Fonte de Energia, assim como vocês. Em outras palavras, como vocês, seus animais também têm um Ser Interior ou uma visão do ponto da Fonte e, como os humanos, quando o ponto de vista físico deles varia do ponto de vista da Fonte deles, eles também podem estar num estado de resistência. Porém, os animais de seu planeta estão menos frequentemente num estado de resistência ou separação. Diferentes dos humanos, eles permanecem primariamente num estado de Conexão ou alinhamento com a Perspectiva mais Ampla deles.

Quando os humanos testemunham um animal que está sintonizado à Vibração de sua Perspectiva mais Ampla, frequentemente eles comentam sobre o “instinto” do animal. O que os humanos se referem como um “instinto” animal, nós chamamos de “estado de alinhamento com a Perspectiva mais Ampla” do animal.

A evidência do alinhamento do animal físico com a contraparte Não-Física mais Ampla está em todos os lugares ao seu redor, e você aceita isso como comportamento animal ou “instinto”, quando o que está realmente testemunhando é um animal físico que, por não estar oferecendo resistência, tem completo acesso à Perspectiva mais Ampla e que compreende, sempre, a estrutura maior.

 

Do livro ‘O Vórtice’, dos Abraham

TRD:LL/SP/SP/BR

Amor aos Animais – Laércio Fonseca

O homem espiritual do terceiro milênio tem que acordar para a matança dos animais e a exploração para os lucros capitalistas.

O verdadeiro amor deve se estender a todos os seres vivos da terra e quem ama não mata.
Quem ama não destrói.
Quem ama não come os animais.

Os seres humanos regam suas festas e comemorações com o sangue dos inocentes. Quando o homem passar verdadeiramente a amar os animais um grande karma planetário será eliminado de suas vidas e uma nova ordem mundial será instalada pelos planos superiores.

Nunca se esqueça que quando você está comendo carne você pagou para alguém matar um animal pra você. Você pode fazer parte dessa nova ordem planetária fazendo seu exercício de amar aos animais.

Você pode estar comendo plástico!

O Lixo que jogamos na natureza está sendo devolvido a nós por meio da cadeia alimentar.

O TOURO QUE CHOROU

Sabendo que iria ser morto, um touro, em Hong Kong, fez o que a maioria das pessoas falha em perceber ou são céticas em acreditar quando se trata de animais – ele demonstrou emoção.
Como reportado pela “Weekly World News”, um grupo de trabalhadores levavam um touro para o abatedouro. Eles estavam prestes a matá-lo para fazer bifes. Quando estavam perto da porta da entrada do abatedouro o triste touro de repente parou de andar e se ajoelhou em suas pernas dianteiras.
O touro estava…. chorando.
Como ele podia saber que seria morto antes mesmo de entrar no abatedouro?
Mr. Shiu, um açougueiro, relembra “Quando vi este animal que dizem ser ‘estúpido’ soluçando e com seus olhos amedrontados e tristes, eu comecei a tremer”. “Eu chamei os outros para verem. Eles estavam tão surpresos quanto eu. Nós continuamos a puxar o touro, mas ele não se movia e ficou sentado lá chorando.”
Billy Fong, dono da fábrica disse, “as pessoas acham que os animais não choram como os humanos. Entretanto, aquele touro soluçava feito uma criança.” Nessa altura, mais de 10 homens presenciavam a cena e todos estavam emocionados. Aqueles responsáveis por matá-lo se sentiram ainda mais tocados e choraram também.
Outros trabalhadores da fábrica também vieram ver o touro que chorava. O local estava repleto de pessoas. Estavam todos chocados com a cena. Três disseram que não iriam esquecer da cena quando matassem outros animais.
Com ambos homem e animal chorando todos sabiam que ninguém poderia matar o touro. Mas o problema era, o que eles fariam com ele? No final, eles levantaram fundos para comprar o touro e enviá-lo a um templo, onde os monges cuidariam dele pelo resto da vida.
Após a decisão dos trabalhadores, um milagre aconteceu. Um trabalhador disse, “quando prometemos ao touro que não iríamos matá-lo, ele começou a andar e nos seguiu.”
Como ele pôde entender as palavras deles?
Mr. Shiu disse “Acredite. Foi real, embora pareça inacreditável.” Sem sombra de dúvidas, este touro mudou a vida dos açougueiros.
Tomara que esta história também mude a sua.
Texto retirado do site do ‘Projeto Esperança Animal’. (LINK)

Medium diz falar com os animais, e vários outros

Para quem preferir tentar verbalmente segue um vídeo de exemplo:

%d blogueiros gostam disto: