Arquivo da categoria: Conscienciologia

TERRA – Genética, Religião, Humano e Animais

the-pleiades-our-creatorRetirado do livro: Terra – Chaves pleadianas para a Biblioteca Viva
Bárbara Marciniak
Um trecho do capítulo II

Vocês estão começando a compreender, no final deste milênio, que  a  engenharia  genética  não  é  uma  grande  coisa.  Vocês, habitantes da Terra, entrariam imediatamente em estado de choque se soubessem o que agora é possível através da fusão de genes – se as suas assim chamadas fontes noticiosas contassem histórias relativas ao que está acontecendo em alguns dos laboratórios deste planeta. Criaturas foram criadas e formas de vida foram soltas no plano terrestre em muitos locais.

Se  esse  poder  de  criar  vida  está  agora  disponível  para  seres humanos em evolução, com DNA de duas fitas apenas, imaginem o tipo de compreensão genética de seres que existem há centenas de milhares  de  anos.  É  assim  que  mundos  e  espécies são criados e nascem. Esses assim chamados deuses, como ondas de  energia, separam-se do Criador Primordial e se estabelecem nesta zona de livre-arbítrio. Tomam a energia do Criador Primordial como a teia da

existência, e fazem experiências a fim de aprenderem sobre poder e energia. Eles possuem livre-arbítrio para fazeremo que quer que desejem e, caso se percam e esqueçam e criem coisas das trevas, tudo faz parte do mesmo jogo. É a mesma energia. Tudo isso está ligado e precisa ser curado.

Uma vez que vocês transformem a Terra e partam para a Idade do Ouro, o restante do universo será alterado. Levará um ou dois mil  anos  para  que  vocês  conheçam  a  mudança  que  ocorrerá  em todo  o  universo.  Essa  mudança  poderia  ocorrer  simultaneamente, mas vocês não a verão simultaneamente. Vocês levarão um ou dois mil  anos  para  experimentar  a  mudança  a  partir  do  seu  ponto  de vista.  Contudo,  quando  vocês  mudarem  neste  plano  terrestre,  a mudança ocorrerá instantaneamente em todos os lugares.

Leia o resto deste post

QUESTÕES BÁSICAS DA REALIDADE

mascara-que-cai[1]QUESTÕES BÁSICAS PARA A SUA REALIDADE
Jeshua ben Joseph
Mensagem canalizada por Judith Coates
2 de Novembro de 2013

Amado, gostaria de falar com você agora sobre questões, questões que são básicas à sua realidade, questões que surgem.

Muitas vezes, você estará fazendo estas perguntas que se referem a você e muitas vezes está fazendo estas perguntas que se referem a mim, perguntas tais como: “Quem sou eu? Eu acordo de manhã e me lembro da pessoa que eu era no dia anterior. Levanto-me e faço o que estou habituado a fazer naquele dia.”

E, no entanto, ao mesmo tempo, você sente que esta pessoa não é você. Você sente que é parte de você. É, na verdade, um ato, pois você é o ator/atriz representando uma determinada parte no que você vê como realidade – com “r” minúsculo – e você o faz muito bem.

Você se lembra da personalidade do dia anterior, e do dia anterior, e do dia anterior, e talvez você faça um pouco de remodelação e mudança durante o dia, pois pode haver novos amigos que vieram com algumas novas idéias. E você pode mudar o que parece ser a personalidade, enquanto passa por diferentes fases da vida.

“Quem sou eu?”

Leia o resto deste post

Atributos da Ascensão e o Poder da Consciência Humana – KRYON

cocriação

 

Do Livro 10 de KRYON:
UMA NOVA ENTREGA – Conversa simples para tempos confusos

Filadélfia – Pensilvânia – Junho de 2002

 

 

 

Saudações, queridos, eu sou Kryon, do Serviço Magnético.

Aqui é uma voz familiar que está acompanhada daqueles que fluem comigo através de uma fenda no véu. É uma fluência de nosso lado de interdimensionalidade para o lado que vocês chamam de quatro dimensões. Esta é a voz que traz com isso um tipo de energia que pode ser confuso para alguns. É difícil explicar como uma coisa pode ser. Eu não sei quantas vezes começamos a mensagem com: “Hoje, explicaremos o inexplicável.”

Basta dizer que, fora de tempo e de espaço, esta sala se enche com uma família interdimensional… algumas entidades vocês podem até reconhecer. Se a Consciência Humana realmente tem poder [como foi explicado no seminário antes da canalização], então, vocês podem imaginar o poder da Consciência Humana intermisturada com aqueles do meu lado do véu que decidiram vir por alguns momentos e ficar junto de vocês? Esta noite já é diferente das outras [falando de outras sessões de canalização].

É como se, cada vez que nós chegássemos diante de vocês, houvesse uma intensificação causada pela aceitação, pelo entendimento no âmago daqueles que se sentam nas cadeiras. Alguns estão começando a “reconhecer” a família. É mais do que apenas energia, vocês sabem. Vocês estão começando a reconhecer as personalidades daqueles que ficam do seu lado, partes de quem vocês chamavam de guias. Partes do que chamamos de vocês. Assim, aqui estão vocês, queridos Seres Humanos, irmãos e irmãs. Já faz um tempo desde que vimos vocês! Vocês fazem idéia de que todos têm algo em comum? Vocês todos vieram de onde eu estou [falando da posição interdimensional de Kryon do outro lado do véu]. Há muito respeito, no outro lado, por vocês que vêm para este planeta! Uma vez em sua realidade, vocês diluem todas as coisas que vocês são.

Vocês não vêem a sua magnificência, e pensam em vocês de maneira singular. Vocês andam em uma realidade linear com nenhuma evidência do que, de fato, está acontecendo no momento. Então, nós lhes dizemos, deixem que a evidência de que isto é real esteja nas emoções que tocam vocês, nas pressões que vocês sentem e nas cores que vocês vêem durante momentos como este em que explicamos algumas coisas para vocês.

Já se perguntaram por que chegamos desta forma? Por que o Espírito teria um processo como este? Talvez vocês estejam começando a compreender que, independente do que for dito hoje, e independente dos ensinamentos que forem apresentados hoje, alguma coisa está acontecendo com vocês que é completamente à parte de tudo isto. Aos que estão lendo, o que vocês estão sentindo neste momento? É uma leitura casual, ou vocês entendem que não é por acaso que seus olhos estão nesta página no mesmo momento que estamos dizendo estas palavras? Há algo acontecendo que está fora da realidade das quatro dimensões que vocês têm aqui, e eu lhes direi o que é: Cada um de vocês tem um grupo ao seu redor – um grupo que vocês conhecem, que conhecem tão bem quanto conhecem a si próprios! Vocês podem dizer: “Bem, não cabe mais ninguém na sala, Kryon”.[Referindo-se ao fato de que as pessoas na sala estão em cadeiras bem juntas umas das outras.]

Ah, sim, cabe! Esta sala está transbordando daqueles que vocês conheceram e mesmo perderam em sua existência. Alguns de vocês podem senti-los! Saberão que eles estão aqui. Eles os tocarão se vocês quiserem.

Tudo é parte do ensinamento desta noite. Eles têm que estar aqui para o ensinamento de hoje.

Leia o resto deste post

A árvore dos desejos (Osho)

arvore_dosdesejosNo conceito Védico indiano, o Paraíso é composto por Árvores

dos Desejos. Basta alguém sentar debaixo de uma delas e desejar qualquer coisa, que imediatamente o desejo se realizará, sem  intervalo de tempo entre o desejo e a realização.

Conta uma velha lenda que, certa vez um homem estava viajando e acidentalmente, sentou-se embaixo de uma dessas Árvores dos Desejos. Sem nada saber sobre isso e dominado pelo cansaço, o homem pegou no sono, à sombra de sua frondosa copa.

Quando despertou estava com muita fome, e então disse:

– Estou com tanta fome! Ah, como eu desejaria conseguir alguma comida agora!

E imediatamente apareceu um prato de comida à sua frente, vinda do nada, simplesmente uma deliciosa comida, flutuando no ar. Ele estava tão faminto que não prestou atenção de onde viera a comida. Começou a comê-la assim que a viu. Somente depois que sua fome foi saciada é que voltou a olhar ao redor. Outro pensamento surgiu em sua mente:

– Se ao menos eu conseguisse algo para beber…

Imediatamente apareceram excelentes sucos e vinhos. Bebendo e relaxando na brisa fresca, sob a sombra da árvore, o homem começou a pensar:

– O que está acontecendo? O que está havendo? Estou sonhando ou existem espíritos ao meu redor que estão fazendo truques comigo?

E diversos espíritos apareceram. O homem começou a tremer e novamente um pensamento surgiu em sua mente:

– Serão esses espíritos perigosos?.. .

Logo os espíritos se tornaram nauseantes, ferozes e começaram a fazer gestos ameaçadores para ele.

– Ai, meu Deus! Agora certamente eles vão me matar!

E assim aconteceu…

Esta parábola tem apenas um significado: sua mente é a Árvore dos Desejos, e o que você pensa, mais cedo ou mais tarde, há de se realizar.

Às vezes o intervalo entre o pensamento e o acontecimento é tão grande que nos esquecemos completamente que, de alguma maneira, desejamos o ocorrido. Mas, se olharmos profundamente, perceberemos que todos os nossos pensamentos, desejos, medos e receios estão criando nossas vidas.

Eles criam nosso inferno ou nosso paraíso, criam nosso tormento ou nossa alegria.

Todos nós temos mentes “mágicas” capazes de manifestar externamente, nossos desejos e pensamentos. Estamos fiando a trama de nossas vidas, tecendo o mundo dentro e fora de nós, sem ao menos termos consciência disso. Sua vida está em suas mãos. Você pode escolher transformá-la num inferno ou num paraíso. A responsabilidade é toda sua.

Isso depende somente de você!

(Osho)

Nada precisa ser consertado

tudoestabemNada precisa ser consertado. Tudo está se desenvolvendo perfeitamente. Portanto, quando você está em seu agora, aceitando que tudo está bem, então, dessa vibração, você se cerca de mais e mais evidências de que tudo está bem. Mas, quando você está convencido de que as coisas estão erradas, de que há poluição, ou de que as coisas estão dando errado, ou de que o governo está em conspirações… então, o que acontece é que você se prende nessa vibração e começa a manifestar esse tipo de coisa e, daí, você diz “vê, eu lhe disse que as coisas estavam dando errado”.

[Abraham]

Do Seminário em North Los Angeles, CA/USA, em 07/Mar/2000

KRYON – A Energia da Dualidade – Através de Lee Carrol- S. Paulo – Brasil – Fev 2008

O CORAÇÃO TEM CÉREBRO

coração cérebroDescobriu-se que o coração contém um sistema nervoso independente e bem desenvolvido com mais de 40 mil neurônios e uma completa e espessa rede de neurotransmissores, proteínas e células de apoio.

Ele é inteligente.

Graças a esses circuitos tão elaborados, parece que o coração pode tomar decisões e passar à ação independentemente do cérebro; e que pode aprender, recordar e, inclusive, perceber.

Existem quatro tipos de conexões que partem do coração e vão para o cérebro da cabeça.

1. A comunicação neurológica mediante a transmissão de impulsos nervosos.

O coração envia mais informação ao cérebro do que recebe, é o único órgão do corpo com essa propriedade e pode inibir ou ativar determinadas partes do cérebro segundo as circunstâncias.

Significa que o coração pode influenciar em nossa maneira de pensar.

Pode influenciar em nossa percepção da realidade e, portanto, em nossas reações.

2. A informação bioquímica mediante hormônios e neurotransmissores.

É o coração que produz o hormônio ANF, aquele que assegura o equilíbrio geral do corpo: ahomeostase.

Um dos efeitos é inibir a produção do hormônio do estresse e produzir e liberar a oxitocina, que é conhecida como o hormônio do amor.

3. A comunicação biofísica mediante ondas de pressão.

Parece que através do ritmo cardíaco e suas variações, o coração envia mensagens ao cérebro e ao resto do corpo.

4. A comunicação energética.

O campo eletromagnético do coração é o mais potente de todos os órgãos do corpo: 5 mil vezes mais intenso que o do cérebro.

E tem-se observado que muda em função do estado emocional.
Quando temos medo, frustração ou estresse se torna caótico.
E se organiza com as emoções positivas.

Sim. E sabemos que o campo magnético do coração se estende ao redor do corpo entre dois ou quatro metros, ou seja, todos que estão ao nosso redor recebem a informação energética contida em nosso coração.

A que conclusões nos levam estas descobertas?

O circuito do cérebro do coração é o primeiro a tratar a informação que depois passa para o cérebro da cabeça.

Não será este novo circuito um passo a mais na evolução humana?

Há duas classes de variação da frequência cardíaca: uma é harmoniosa, de ondas amplas e regulares e toma essa forma quando a pessoa tem emoções e pensamentos positivos, elevados e generosos.

A outra é desordenada, com ondas incoerentes e aparece com as emoções negativas. Sim, com o medo, a raiva ou a desconfiança.

Mas há mais: as ondas cerebrais se sincronizam com estas variações do ritmo cardíaco; ou seja, o coração incentiva a cabeça.

A conclusão é que o amor do coração não é uma emoção, é um estado de consciência inteligente.

O cérebro do coração ativa no cérebro da cabeça centros superiores de percepção completamente novos que interpretam a realidade sem se apoiar em experiências passadas.

Este novo circuito não passa pelas velhas memórias, seu conhecimento é imediato, instantâneo e, por isso, tem uma percepção exata da realidade.

Está demonstrado que quando o ser humano utiliza o cérebro do coração, ele cria um estado de coerência biológica, tudo se harmoniza e funciona corretamente, é uma inteligência superior que se ativa através das emoções positivas.

Este é um potencial não ativado, mas começa a estar acessível para um grande número de pessoas.

E como posso ativar esse circuito?

Cultivando as qualidades do coração: a abertura para o próximo, o escutar, a paciência, a cooperação, a aceitação das diferenças, a coragem.

É a prática dos pensamentos e emoções positivas.

Em essência, liberar-se do espírito de separação e dos três mecanismos primários: o medo, o desejo (avareza) e a ânsia de controle, mecanismos que estão ancorados profundamente no ser humano porque nos têm servido para sobreviver por milhões de anos.

E como nos livramos deles?

Assumindo a posição de testemunhas, observando nossos pensamentos e emoções sem julgar e escolhendo as emoções que possam nos fazer sentir bem.

Devemos aprender a confiar na intuição e a reconhecer que a verdadeira origem de nossas reações emocionais não está no que ocorre no exterior, e sim no nosso interior.

Cultive o silêncio, entre em contato com a natureza, viva períodos de solidão, medite, contemple, cuide de seu entorno vibratório, trabalhe em grupo, viva com simplicidade.

E pergunte a seu coração quando não sabe o que fazer.

Annie Marquier, matemática e pesquisadora da consciência.
Professora em Soborne, França, fundou no Quebec o Instituto para o Desenvolvimento da Pessoa.
É autora de “O poder de escolher”, “A liberdade de ser” e “O mestre do coração”.
“O Ser Humano leva consigo um potencial extraordinário de consciência, inteligência, sabedoria e amor; recentes descobertas cientificas constatam isso.”

“Hoje, vá aonde for, faça o que fizer, esteja com quem estiver, minha principal intenção é buscar e encontrar razões para me sentir bem quando vejo, ouço, cheiro, saboreio ou toco algo.

Meu propósito é solicitar, experimentar, exagerar, falar e desfrutar do melhor que vejo em meu passo em cada momento.

Quando isto se converter em seu mantra, você se sintonizará com a melhor Vibração que encontrar, a melhor, e a melhor, e a melhor.

Antes que se dê conta, sua vibração estará muito próxima do que está acontecendo em seu Depósito Vibratório, em sua Realidade Vibratória.”

Esther Hicks – Abraham

Fonte: http://escritores-canalizadores.blogspot.com.br/ 

Tradução: SINTESE para os Blogs De Coração a Coração e Sintese
http://stelalecocq.blogspot.com/ 
http://blogsintese.blogspot.com/

PALESTRA GLÂNDULA PINEAL – Dr. Sérgio Felipe de Oliveira

As Misteriosas Pirâmides Submersas do Japão

Desde 1995, mergulhadores e cientistas japoneses estudam esta misteriosa formação subaquática, que foi desde o seu descobrimento, pela maior parte ignorada pela imprensa corporativa.

A formação está localizada a alguns quilômetros da ilha de Yonaguni, e os estudos geológicos calcularam a idade destes monumentos como tendo 11.000 anos de idade, o que os colocaria como uma das edificações mais antigas do planeta.

Liberdade ?

%d blogueiros gostam disto: