Arquivo do autor:André Möller

Sobre a Confiança – Perspectiva Budista de Prem Baba

Explosão Brilhante na Lua

Nesta semana que passou, pesquisadores por meio dos telescópios da NASA conseguiram capturar um explosão brilhante de forte magnitude na superfície da LUA.

Segundo a NASA, este evento foi resultado do choque de um meteorito com a LUA. Eventos como este ocorrem com frequência, pois a LUA não possui atmosfera como a Terra.

Do ponto de vista de imagem, o que vemos é apenas um ponto brilhante se formando e se extinguindo rapidamente na superfície da LUA. A explicação é bastante plausível e lógica. Entretanto sugiro que assistam o vídeo e tirem suas próprias conclusões.

Obrigado por existir

Alteridade (ou outridade) é a concepção que parte do pressuposto básico de que todo o homem social interage e interdepende do outro. Assim, como muitos antropólogos e cientistas sociais afirmam, a existência do “eu-individual” só é permitida mediante um contato com o outro (que em uma visão expandida se torna o Outro – a própria sociedade diferente do indivíduo).

Dentro deste conceito antropológico, nada somos se não houver outro indivíduo. Até mesmo, e principalmente, quando encontramos alguém muito diferente de nós, ocorre o contraste. Quanto mais diferentes somos, mais forte é a nossa existência e a percepção dela.  Dessa forma, este conceito nos permite pensar um pouco sobre o que nos define e porque é bom viver em sociedade. Imagine que só existisse você no mundo. Que graça teria?

 

 

O Mito do Leite

Segundo Lair Ribeiro (médico cardiologista, que durante muitos anos atuou como escritor, conferencista e palestrante motivacional), a ingestão de leite não evita a osteoporose, e, inclusive, aumenta a sua incidência. Confira a apresentação dele no video que segue, na qual apresenta as suas fontes de pesquisas realizadas.

KRYON em Orlando 2013

Escute Kryon em Orlando 2013

Fábio Puentes – Hipnose em Shopping

Evento Luminoso Transiente

350px-Upperatmoslight1Os eventos luminosos transientes  LEs, do inglês Transient Luminous
Events, são um conjunto de fenômenos que ocorrem na média e alta atmosfera e estão associados a grandes tempestades com alta atividade elétrica.
Esses eventos são emissões luminosas em geral associadas a campos elétricos produzidos por relâmpagos. A gura 3.1 mostra uma representação da estrutura física de alguns TLEs.
No nal da década de 80 foram visualizadas as primeiras destas emissões ópticas na média e alta atmosfera. Desde então a comunidade cientíca vem realizando campanhas para observação desses fenômenos. Essas campanhas revelaram a existência de diversas manifestações diferentes de TLEs, dentre os quais se destacam: os sprites, os halos, os blue jets e os elves. Desses fenômenos os sprites são os de mais fácil observação, e portanto, são os que possuem mais informações apresentadas na literatura.  Os TLEs consistem em um conjunto de evidências observáveis do intenso acoplamento entre as tempestades troposféricas e as camadas superiores, isto é, mesosfera, baixa ionosfera e os cinturões de radiação (Inan, 2002). Leia o resto deste post

….e a água?

O plebiscito islandês e os silêncios da mídia

Os cidadãos da Islândia referendaram, ontem (20/10 – com resultado divulgado no dia seguinte), com cerca de 70% dos votos, o texto básico de sua nova Constituição, redigido por 25 delegados, quase todos homens comuns, escolhidos pelo voto direto da população, incluindo a estatização de seus recursos naturais.

A Islândia é um desses enigmas da História. Situada em uma área aquecida pela Corrente do Golfo, que serpenteia no Atlântico Norte, a ilha, de 103.000 km², só é ocupada em seu litoral. O interior, de montes elevados, com 200 vulcões em atividade, é inteiramente hostil – mas se trata de uma das mais antigas democracias do mundo, com seu parlamento (Althingi) funcionando há mais de mil anos. Mesmo sob a soberania da Noruega e da Dinamarca, até o fim do século XIX, os islandeses sempre mantiveram confortável autonomia em seus assuntos internos.

Leia o resto deste post

O Mito da Caverna de Platão

mito da caverna, também conhecido comoalegoria da cavernaprisioneiros da caverna ouparábola da caverna, foi escrito pelo filósofo gregoPlatão e encontra-se na obra intitulada A República(livro VII). Trata-se da exemplificação de como podemos nos libertar da condição de escuridão que nos aprisiona através da luz da verdade.

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: