O rebelde tem de aprender uma nova arte – Osho

presenteO rebelde é aquele que vive do seu próprio modo, que age conforme sua própria inteligência. Ele cria seu caminho andando por ele, não segue a multidão na estrada principal.

A vida dele é perigosa – mas uma vida sem perigo não é vida. Ele aceita o desafio do desconhecido. Ele não encontra o desconhecido que vem do futuro preparado pelo passado. Isso cria a angústia da humanidade; o passado lhe prepara, e o futuro nunca vai ser o passado. O seu ontem nunca será o seu amanhã.

Mas até agora é assim que o homem tem vivido: seus ontens o preparam para os seus amanhãs. A própria preparação se torna um obstáculo. Você não consegue respirar livremente, não consegue dançar livremente – o passado o podou de todas as maneiras. A carga do passado é tão pesada que todas as pessoas estão esmagadas sob ela.

O rebelde simplesmente diz adeus ao passado.

É um processo constante; assim, ser um rebelde significa estar continuamente em rebeldia – pois cada momento se tornará o passado; todos os dias se tornarão o passado.

Não é que o passado já esteja na cova – você está passando por ele a cada momento.

Assim, o rebelde tem de aprender uma nova arte: a arte de morrer para cada momento que passar, para que ele possa viver livremente no novo momento que chegou.

Osho, em “Rebeldia: Uma Qualidade Essencial”
Imagem por javYliz

Publicado em 06/23/2013, em Espiritualidade, Filosofia, Osho e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: