Arquivo mensal: abril 2013

Até que a morte nos separe ?

conexaoO “até que a morte nos separe” é um mecanismo de proteção. Isso quer dizer “eu não confio em mim e não confio em você para estarmos num estado onde evoquemos o melhor de cada um. Então, só para eu ter certeza, vamos prometer que mesmo que não convoquemos o melhor de nós mesmos, vamos sofrer isso juntos”. Todas as leis, sacras ou seculares, que já chegamos a ver em seu ambiente sempre vêm de um estado de desconexão, de um estado de falta de proteção.

[Abraham]

Do seminário em Los Angeles, CA/USA em 24/Jul/1999
TRD:LL/SP/SP/BR, http://www.espacocriando.com

O que há lá dentro?

meditacaoUm dos maiores mistérios da vida é o fato de nascermos com a perfeita bem-aventurança em nosso ser e, no entanto, continuarmos como mendigos, porque nunca olhamos para nosso interior.

Nós o subestimamos, como se já soubéssemos de tudo que há lá dentro. Essa é uma ideia muito idiota, mas prevalece em todo o mundo.

Estamos dispostos a ir à lua em busca da bem-aventurança, mas não a nos voltar para dentro de nós mesmos, pelo simples motivo de que pensamos do lado de fora, sem jamais entrar: “O que há lá dentro?

De certa forma, carregamos conosco a noção de que nos conhecemos. Não nos conhecemos nem um pouco.

Sócrates tem razão quando diz: “Conhece-te a ti mesmo”.

Toda a sabedoria de todos os sábios está condensada nessas palavras, pois, quando você conhece a si mesmo, tudo o mais se torna conhecido, e tudo é realizado e alcançado.

Osho, em “Meditações Para a Noite”
Imagem por Libertinus

Quem é extraordinário?

936648_641730232508232_809216110_n“A mente comum anseia por ser extraordinária, o que faz parte do ordinarismo; a mente ordinária deseja ser alguém em particular, o que faz parte do ordinarismo. Você pode se tornar um Alexandre, mas continuará sendo ordinário, comum — então quem é extraordinário? O extraordinário só começa quando você não anseia pelo extraordinário. Então a viagem começou, então, uma nova semente brotou.

Isso é o que Chuang Tzu quer dizer quando afirma: “Um homem perfeito é como um barco vazio”. Muitas coisas estão implícitas nisso. Em primeiro lugar, um barco vazio não vai a lugar nenhum, porque não há ninguém para dirigi-lo, ninguém para manipulá-lo, ninguém para encaminhá-lo a algum lugar. Um barco vazio está apenas ali, não está indo a lugar nenhum. Mesmo que esteja se movendo, não estará indo a lugar nenhum.

Se a mente não está ali, a vida continuará a ser um movimento, mas não vai ser dirigida. Você vai se mover, você vai mudar, você será um fluxo como um rio, mas não estará indo a lugar nenhum, não terá nenhum objetivo em vista. Um homem perfeito vive sem nenhuma finalidade; um homem perfeito avança, mas sem nenhuma motivação.

Se você perguntar a um homem perfeito: ‘O que você está fazendo?’, ele dirá: ‘Eu não sei, isso é o que está acontecendo.’ Se você me perguntar por que estou falando com você, eu vou dizer: ‘Pergunte à flor por que a flor está florescendo.’ Isso está acontecendo, não é algo manipulado. Não há ninguém para manipulá-lo, o barco está vazio. Se existir um propósito, você sempre viverá em sofrimento.”

Osho, em “O Barco Vazio: Reflexões Sobre as Histórias de Chuang Tzu”

Texto na íntegra em: http://www.palavrasdeosho.com/2013/04/o-barco-vazio.html

Num momento estava lá, no momento seguinte desapareceu

66054_10151645202688982_158472578_n (1)

Num momento estava lá, no momento seguinte desapareceu.
Em determinado momento, estamos aqui, e em determinado momento já passamos. E por este simples momento, quanta confusão criamos – quanta violência, ambição, conflito, raiva.
Apenas por um momento tão breve! Estamos tão somente aguardando o trem na sala de espera de uma estação, e criando tanta confusão! Brigando, manipulando, tentando dominar, julgando, competindo – quanta política!
Então, o trem chega, e você se foi para sempre.

– Osho –

KRYON – As Bem-aventuranças

astral2Livro 3 de Kryon – A Alquimia do Espirito Humano

Canalização em direto de Bellevue, Seattle, EUA – Agosto de 1994

Esta canalização em direto foi editada com palavras e pensamentos adicionais, para permitir uma maior clarificação e compreensão da palavra escrita.

Saudações, meus queridos. Eu sou Kryon do Serviço Magnético.

Todos são amados com muita ternura! É certo que esta é a voz que se escutou na Sarça-Ardente. É o Espírito que, esta noite, vem diante de vós; é o Espírito quem se senta aos vossos pés, enquanto ouvem a voz do meu sócio, pois são, com efeito, os Guerreiros da Luz. E pedimos, com todo o amor, que se preparem e abram os corações à mensagem que Kryon vai transmitir esta noite.

Aliás, por se tratar de uma ocasião especial, por ser este o lugar doce onde coloquei o meu sócio para cumprir o seu contrato, solicitamos a verificação desta canalização por parte das pessoas sensitivas presentes.

Desafiamos essas pessoas a sentirem o Espírito e a reconhecerem o que está a acontecer, a verem as alterações das auras, a sentirem o poder do amor que circula nesta sala, a saberem que tudo isto é real e está a ocorrer verdadeiramente. Cada um dos presentes é uma entidade muito especial, e o Espírito vê-vos tal como são, enquanto estão sentados diante do meu sócio. O Espírito conhece-vos muito bem. O Espírito vê um tempo em que haverá uma grande celebração, quando já não estiverem aqui. Um tempo no qual todos conhecerão as faixas coloridas que cada um traz, pois elas dirão: “Vocês são os que estiveram na Terra em período de aprendizagem. São os que, por decisão própria, estiveram no planeta que se elevou a si mesmo.

Respeitamo-nos. “Pelas vossas faixas podemos ver quem são”.

Este é o manto que trazem convosco, inclusive enquanto estão aqui, agora. E isso é uma tremenda honra.

A mensagem desta noite talvez vos surpreenda. É uma mensagem interior. Há quem tenha dito: “Kryon, você não falou dos outros mestres que caminharam sobre este planeta. Deu muito pouco crédito àquele que entrou na caverna e saiu de lá com o Corão, e, no entanto, ele é seguido por milhões. Não falou dos que estiveram na Índia. Não falou de Babas, ou dos Avatares. E sobre Buda?… Há tantos mestres e, contudo, não nos ofereceu informação sobre eles”. A resposta a isso é a seguinte: outras canalizações, de outras culturas, realizarão o trabalho de explicar esses mestres, pois todos manifestaram uma mensagem de amor, todos eles se encontram enlaçados com o Espírito. Hoje, porém, desejamos examinar as mensagens do mestre da Nova Era, aquele a quem chamam Jesus, e ao qual nos referiremos como o judeu Jesus.

Houve um tempo em que, perto do lugar a que ele chamou Galileia, Jesus reuniu uma multidão diante dele para fazer novas e abençoadas declarações, que são as declarações abençoadas da Nova Era. Como elas serão reinterpretadas esta noite, poderão verificar como este mestre da vossa cultura foi, de facto, o primeiro mestre do amor da Nova Era. O conteúdo destas reinterpretações será a essência do que foi dito no momento em que tais canalizações foram transmitidas. Assim, sócio meu, proceda lentamente, pois não se  reinterpreta a Escritura sem medo (o público ri).

Estas declarações de bondade são para vós, meus queridos. Escutem atentamente, pois aparecem por ordem de importância. São nove e oferece-se, em primeiro lugar, a que tem uma maior energia. Antes, porém, há um séquito que me acompanha, que está nesta sala enquanto ouvem (ou lêem) estas palavras, que está sentado perto de si e eleva a vibração da sala. Esta comitiva – as entidades Kryon – juntamente com outras que foram convidadas, estão aqui para responder às vossas necessidades. Têm um grande amor por vós e vieram para vos servir. Gritamos “Honra!”, e dizemos para se habituarem a isto, a este amor que se derrama do Espírito, pois assim são as coisas. É assim que funciona o Espírito, pois cada um é amado exatamente como o do lado, nem em maior nem em menor medida, e as entidades que trago comigo a este lugar, esta noite, estão aqui para servir, a vós e aos vossos guias, a quem também chamam anjos. Eles sentem-se muito excitados; sabem que não há acasos e que estão aqui por acordo prévio. Não vos serviriam se não o soubessem antecipadamente.

Leia o resto deste post

Seja lúcido, seja poderoso

clarezaUm grupo de pessoas fracas, mesmo em grande quantidade, não é forte. Pegue um grupo de pessoas confusas e veja quanta clareza vem disso. Ou seja, você simplesmente não tem como somar mais uma pessoa confusa ao pote e esperar obter mais clareza. Alguém – estando fora do grupo confuso – que seja lúcido, é mais poderoso que um milhão confuso.

[Abraham]

Do seminário em Boca Albuquerque, NM/USA, em 01/Set/2004
TRD:LL/SP/SP/BR

Menino de 9 anos falando sobre a vida e o universo

[youtube http://youtu.be/uRFqzPkc3fo]

Se a vida de escravidão lhe é conveniente, confortável, você cria falsas religiões

27154_640838775930711_1383487873_n“A religião lhe dá as chaves para torná-lo livre, mas se a vida de escravidão lhe é conveniente, confortável, você cria falsas religiões que não lhe dão qualquer liberdade, que simplesmente acrescentam outros tipos de escravidão.

O cristianismo, o budismo, o hinduísmo ou o islamismo, do modo como são organizados, estabelecidos, são novos tipos de aprisionamento.

Jesus é liberdade, Maomé é liberdade, Krishna é liberdade, Buda é liberdade, mas o budismo, o maometanismo, o cristianismo, o hinduísmo não são — apenas imitam a liberdade.

Então, uma nova escravidão nasce: você não é escravo apenas dos seus desejos, dos seus pensamentos, dos seus sentimentos, dos seus instintos, é escravo dos sacerdotes também. Mais escravidão acontece a partir das suas falsas religiões, e nenhuma modificação ocorre em você.”

Osho, em “A Semente de Mostarda”

Texto na íntegra em: http://www.palavrasdeosho.com/2013/04/raiz-da-escravidao-novas-escravidoes.html

Somos seres das estrelas

212172-prometheus-alienCientistas do Cazaquistão acreditam que o DNA humano tenha sido codificado com uma sinal extraterrestre, por uma antiga civilização alienígena.

Os pesquisadores chamam esta codificação de “SETI biológico” e alegam que o código matemático no DNA humano não pode ser explicado pela evolução.

Em resumo, somos ‘vasilhames’ que vivem e respiram, carregando algum tipo de mensagem alienígena, a qual é mais fácil de ser usada para detectar vida extraterrestre do que por intermédio de transmissões de rádio, com o o SETI tenta fazer.

Uma vez fixado, o código poderá permanecer imutável por escalas de tempo cosmológicas; na verdade, é a estrutura mais durável que se conhece“, escreveram os pesquisadores para o jornal científico Icarus.  “Assim, isso representa um armazenamento excepcionalmente confiável para uma assinatura inteligente.  Uma vez que o genoma esteja apropriadamente reescrito, o novo código com a assinatura permanecerá congelado nas células e na sua progenitura, a qual poderá então ser entregue através do espaço e tempo“.

Os cientistas também alegam que o DNA humano está ordenado tão precisamente que ele revela um “ajuntamento de padrões aritméticos e ideográficos de linguagem simbólica“.

As pesquisas levaram os cientistas a concluir que fomos inventados “fora do sistema solar, já há vários bilhões de anos“.

A teste apoia a hipótese de que a Terra seja o resultado de formas de vida interestelares distribuídas por meteoros e cometas.

Então, se somos somente vasilhames de comunicação alienígena, exatamente que tipo de mensagem secreta estamos carregando em  nosso DNA?  E se formos a criação de alienígenas, quem então os criou?

Quem quiser saber mais sobre o trabalho apresentado pelos cientistas Vladimir I. shCherbak e Maxim A. Makuov, pode baixar o arquivo em .pdf, em inglês, no seguinte link: http://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/1303/1303.6739.pdf

%d blogueiros gostam disto: