Você é que tem que sair da armadilha

Você me pergunta: “Eu quero ser criativo. O que devo fazer?

Desfaça tudo o que a sociedade fez a você; desfaça tudo o que seus pais e professores fizeram a você; desfaça tudo o que o policial, o político e o padre fizeram a você – e você novamente se tornará criativo, você novamente terá aquela excitação que tinha no começo.

Ela ainda está esperando lá, reprimida. Ela pode se desenrolar.

E quando essa energia criativa se desenrola em você, você é religioso. Para mim, uma pessoa religiosa é aquela que é criativa. Todo mundo nasce criativo, mas poucas pessoas permanecem criativas.

Você é que tem que sair da armadilha. Você pode. Claro, você precisará de uma grande coragem, porque, quando começa a desfazer o que a sociedade fez a você, você perderá a respeitabilidade.

Você não será considerado respeitável. Você começará a se tornar bizarro; você parecerá bizarro às pessoas. Você parecerá excêntrico. As pessoas pensarão: “Algo está errado com esse pobre homem”.

Essa é a maior coragem, entrar numa vida onde as pessoas pensam que você é bizarro.

Osho, em “Sufis: O Povo do Caminho”
Imagem por Esther Gibbons
Anúncios

Publicado em 04/12/2012, em Espiritualidade, Filosofia, Osho e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: